Santander

É uma das principais referências européias sobre o tema. Com cerca de 175 mil habitantes, possui uma rede de 12 mil sensores espalhados pelas ruas, que coletam informações sobre a poluição do ar, lixo, regulam a iluminação pública, monitoram trânsito, obras, acidentes, vagas livres de estacionamento, entre outras atividades locais. Os dados são organizados, atualizados e disponibilizados on line.

O projeto é liderado pela Universidade de Cantabria, que em 2009 recebeu um investimento de 11 milhões de euros da União Européia para o seu início.

A cidade passou a economizar 25% em contas elétricas e 20% nos gastos com a coleta de lixo, controlando os pontos de descarte e evitando viagens desnecessárias

Veja as demais experiências: